DICAS
CAMPANHAS
NOVIDADES
EXPERIÊNCIAS
EVENTOS
E MAUITO MAIS 

VIAJAR EM

FAMILIA

LÁ LONGE

mag

Viajar é um dos nossos maiores prazeres e ficou ainda melhor quando os pequenos chegaram.

Uma pergunta constante é se eles não reclamam de estarem no carro, se não pedem ajuda para caminhar nas trilhas e passeios, como fazemos com a comida, e se não ficam cansados e com sono na hora do passeio.

Grand Canyon - EUA.jpg

Gostamos de reforçar que não existe uma única forma de viajar, nós criamos a nossa observando a natureza dos nossos miúdos.

10 dicas sobre viajar em família

1      Os pequenos viajam desde quando tinham um mês de idade, e talvez por isso estejam tão acostumados. Quando Sofia tinha 10 meses, fomos saímos de férias e fomos de São Paulo ao Pantanal, viajamos 5.000km dentro do Brasil. Era até mais simples, pois as crianças demandavam menos.

 

 


 
2    Mateus e Sofia acordam muito cedo, e nós gostamos de manter a rotina do sono independentemente de onde estejamos. Assim, evitamos ao máximo sair à noite uma vez que a chance de eles estarem com sono e não aproveitarem é muito grande. Já que eles acordam cedo, costumamos aproveitar para iniciarmos cedo nossas atividades. Quando faziam a soneca da tarde, buscávamos estar em um passeio que pudessem dormir no carrinho, aproveitávamos para pegar a estrada ou se estivéssemos em uma trilha, colocávamos eles no canguru.

3      Gostamos muito de estar em meio a natureza, fazer trilhas, ir à praia, ou reservas naturais. São passeios em que eles podem estar livres. Assim, vamos cedo, caminhamos sem pressa e quando estão casados paramos e fazemos um lanche, e buscamos inspiração no local para criar brincadeiras como achar flores da cor amarela ou algo do género.

 

 


 

Homeschool - parte2.jpg

4       Levamos lanche, e dependendo do tempo levamos também almoço. Buscamos ter sempre frutas que são fáceis de comer como banana, uva, maçã. Cenouras também são ótimas para o lanche. Se pretendermos fazer uma trilha maior, levamos um pote com almoço para não ficarmos preocupados em ter que voltar para comer.

 


 

5      Se vamos a um passeio que não é tão recomendável para crianças, como museus, buscamos contar no dia anterior algo que os deixem curiosos. Ao chegarmos ao local, buscamos formas lúdicas de contar o que estamos visitando e transformar a visita em uma brincadeira, como por exemplo contar quantas cores o quadro tem.

 

6      Levamos sempre papel, lápis e bolinha de sabão. São fáceis de carregar e se for preciso estar em um trem, por exemplo, com papel e lápis podemos fazer desenhos e entretê-los.

 

7      Em viagens longas cantamos juntos, desenhamos, brincamos com lego, inventamos histórias, buscamos carros coloridos ou animais na estrada.

Rumo ao Alaska.JPG
Aniversario Sofia - Parte 1.jpg

8      Em viagens muito longas, quando percebemos que eles já estão entediados, paramos para um sorvete ou em algum lugar que permita um pega-pega. Assim, arejamos a cabeça e voltamos animados para seguir.

 

9     Evitamos horários de maior movimento na estrada e buscamos chegar cedo nos passeios. Assim evitamos filas, atrasos e outros contra tempos.

 

10    A nossa última dica é pensar em sua rotina em casa e perceber que ela pode acontecer em qualquer lugar. Se você acorda cedo e passeia no parque próximo a sua casa pela manhã, busque, ao viajar, fazer passeios nesse horário. Evite mudar de forma muito brusca os horários, mas não seja rígido de mais. Aproveitem muito o tempo em família para criar memórias especiais!

TEXTO ESCRITO POR PEQUENOSNAESTRADA

família com 40 países à volta do globo